Argentina vive mais um dia de protestos violentos

Caixas eletrônicos quebrados, ruas, avenidas e estradas interrompidas, panelaço e invasão de bancos. Este é o cenário da Argentina em mais um dia de protestos, raiva e inconformismo da população.Na cidade de La Plata, quatro caixas eletrônicos foram destruídos por manifestantes. Em Buenos Aires, no bairro Caballito, onde nasceu o primeiro panelaço que derrubou Fernando De la Rúa, cerca de 100 moradores invadiram, pacificamente, a agência do Banco Nación para ?exigir? a devolução do dinheiro depositado.A invasão ocorreu logo após um panelaço que começou no início da manhã. Um grande aparato policial se encontra no local neste momento, mas não há sinais de violência. Desde esta manhã, milhares de desempregados e famílias mais pobres interromperam estradas nos arredores de Buenos Aires e em todo o país para reivindicar alimentos, trabalho e planos de assistência social.Os analistas estimam que, pelo clima e números de protestos registrados nas últimas horas, o panelaço geral convocado para sexta-feira deverá ser forte e poderá provocar algum tipo de reação política. Muitos falam em renúncia de Eduardo Duhalde, golpe militar e até guerra civil. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.