Argentinos marcam panelaços contra e a favor do governo

A próxima sexta-feira promete ser um dia de muita tensão e barulho em Buenos Aires. De um lado, os moradores autoconvocados, de outro, os duhaldistas, justicialistas e simpatizantes do governo. Ambos grupos convocaram um panaleço geral para sexta-feira à noite.O primeiro protesta contra o "corralito", o governo, os bancos e os juízes da Suprema Corte de Justiça. O segundo quer demonstrar apoio político e popular ao presidente Eduardo Duhalde. O panelaço será precedido por passeatas e concentração na Praça de Maio.O encontro dos dois grupos que levam bandeiras tão distintas pode gerar conflitos e violência, principalmente depois do panelaço de sexta-feira passada. O protesto pacífico e interrompido pela forte chuva que caiu na capital federal foi finalizado com ataques gratuitos de bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha por parte da polícia, que decidiu dispersar os manifestantes, a maioria com suas famílias, incluindo idosos e crianças, escondidos debaixos de uma marquise em frente à Praça de Maio.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.