Argentinos querem limitar importação de carne suína do Brasil

Os produtores de suínos da Argentina solicitaram ao presidente Néstor Kirchner que inclua no pacote de negociações com o Brasil a limitação das importações brasileiras. Segundo o presidente da Associação Argentina de Produtores de Suínos, Juan Ucelli, o Brasil não está cumprindo o acordo assinado no último dia 16 de abril, por representantes dos setores privados dos dois países.O acordo "fixou um preço mínimo de US$ 1.850 a tonelada para a importação de carne de porco do Brasil", disse. Ele afirma que "o monitoramento das operações de maio e junho passados mostra que as importações foram praticadas com preços muito menores e, em alguns casos, chegaram a US$ 1.300 a tonelada". Ucelli garante que esse valor "destrói a produção local porque são preços de liquidação" e os argentinos não podem competir com isso.Ucelli defende a aplicação de medidas de restrições similares às que foram adotadas para os eletrodomésticos na semana passada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.