Ian Langsdon|EFE
Ian Langsdon|EFE

Arianna vai deixar 'Huffington Post'

Executiva comandará novo projeto em saúde

Reuters

12 de agosto de 2016 | 05h00

A cofundadora e editora-chefe do site Huffington Post, Arianna Huffington, anunciou nesta quinta-feira, 12, que vai deixar o cargo na empresa que leva seu sobrenome para liderar uma nova startup de saúde e bem estar, a Thrive Global.

No Twitter, ela disse que achava que o Huffington Post, que estreou em 2005, seria seu último projeto, mas que agora gostaria de se concentrar em um novo empreendimento.

“A missão da Thrive Global é mudar a forma como nós trabalhamos e vivemos ao acabar com a ilusão de que o esgotamento é um preço a ser pago pelo sucesso”, afirmou.

Arianna, 66 anos, escreveu diversos livros sobre o tema, como A Revolução do Sono. Ela anunciou o lançamento da startup de saúde para junho. A empresa vai oferecer serviços para companhias que querem promover o bem estar de seus funcionários, por meio de seminários, treinamentos e outros serviços.

A empresa fechou sua primeira rodada de investimentos em novembro do ano passado. Ela foi liderada por Lerer Hippeau Ventures, um fundo de venture capital do cofundador do Huffington Post Ken Lerer. Outros investidores incluem Sean Parker e o grupo Alibaba.

A operadora de telecomunicações Verizon é dona da AOL, que detém o Huffington Post. O site, que agrega notícias e blogs, foi vendido para a AOL por US$ 4,4 bilhões em junho de 2015. Após a aquisição pela AOL, Arianna renovou seu contrato para continuar como editora-chefe e presidente até 2019.

“À medida que a Thrive Global passou de uma ideia para a realidade, com investidores, equipe e escritórios, ficou claro para mim que eu não conseguiria trabalhar nas duas empresas”, disse Arianna, em nota. 

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    TwitterAlibabaVerizonAOL

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.