Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Arrecadação da Receita caiu 12,74% de outubro para novembro

A arrecadação de impostos e contribuições federais atingiu, em novembro, R$ 25,745 bilhões, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pela Receita Federal. A arrecadação apresentou queda real (com correção da inflação pelo IPCA) de 2,08% em relação a novembro do ano passado e de 12,74% ante outubro deste ano. No ano, a arrecadação acumulada da Receita Federal até novembro soma R$ 289,935 bilhões. Comparativamente ao mesmo período do ano passado, isto significa crescimento real de 9,93%. A arrecadação das receitas administradas pela Receita alcançaram, em novembro, R$ 23,657 bilhões e as demais receitas (taxas e contribuições controladas por outros órgãos), R$ 2,094 bilhões. De acordo com nota da Receita, para a queda da arrecadação em relação a novembro do ano passado contribuiu o fato de que, naquele mês de 2003, houve uma arrecadação atípica referente principalmente a depósitos judiciais e compensação de tributos relativos a exercícios anteriores de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e Contribuição Social sobe o Lucro Líquido(CSLL)no valor total de R$ 1,609 bilhão. Também ajudou nessa queda o fato de que, desde outubro de 2004, foi alterado o prazo de apuração do imposto de renda retido na fonte para capital (IRRF-Capital) relativo a fundos de investimentos, que passou de mensal para semestral, com recolhimentos em junho e dezembro. Outro fator a ter impacto na redução da arrecadação de novembro foi a arrecadação atípica de R$ 200 milhões, em novembro de 2003, relativa a juros remuneratórios sobre o capital próprio, fato que não aconteceu em novembro de 2004. Já a queda da arrecadação em relação a outubro deste ano foi atribuída pela Receita ao fato de que, em outubro, houve o pagamento da primeira cota ou cota única da apuração trimestral do IRPJ e da CSLL.

Agencia Estado,

20 de dezembro de 2004 | 11h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.