Arrecadação de fevereiro cresce 7,71% e chega a R$ 30,5 bi

A arrecadação federal em fevereiro atingiu o valor de R$ 30,590 bilhões, com uma alta real de 7,71% em relação a fevereiro de 2006. Trata-se de um recorde para meses de fevereiro, segundo a série histórica da secretaria da Receita Federal. Esta arrecadação foi puxada, principalmente, pelo recolhimento de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), do Imposto de Importação (II), do Imposto de Produtos Industrializados (IPI) e da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF).Na comparação com janeiro deste ano, no entanto, houve uma queda real de 21,05%. A arrecadação em janeiro foi de R$ 38,577 bilhões. Esta queda é explicada, em parte, pelo pagamento, em janeiro, da primeira cota ou cota única do Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) relativa ao resultado apurado no último trimestre de 2006.Segundo os dados divulgados na tarde desta quinta-feira pela Receita Federal, no acumulado do primeiro bimestre, a arrecadação federal somou R$ 69,167 bilhões, o que representa um crescimento real de 9,39% em relação ao primeiro bimestre de 2006.Receita da PrevidênciaEntre os números da arrecadação, a Receita divulgou aumento real de 8,71% em fevereiro na Previdência, totalizando R$ 11,163 bilhões. De acordo com os dados oficiais, a arrecadação do mês passado teve um aumento real de 8,71%, em comparação com a de fevereiro de 2006. Já em relação a janeiro de 2007, a arrecadação previdenciária em fevereiro deste ano teve uma queda de 1,67%.No acumulado do primeiro bimestre de 2007, a Receita Previdência totaliza R$ 22,465 bilhões - um crescimento real de 10,16%, em relação ao primeiro bimestre de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.