Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Arrecadação cresce 0,59% em 2017 e tem primeira alta real desde 2013

Valor arrecadado somou R$ 1,342 trilhão no ano passado, aumento real de 0,59% na comparação com o arrecadado em 2016

Lorenna Rodrigues e Eduardo Rodrigues, Broadcast

26 de janeiro de 2018 | 15h00

BRASÍLIA - A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 1,342 trilhão em 2017, um aumento real (já descontada a inflação) de 0,59% na comparação com o arrecadado em 2016. O valor foi o maior em um ano desde 2015. Além disso, essa é a primeira alta real registrada desde 2013, quando a arrecadação cresceu 4,08%.

De acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 26, pela Receita Federal, a arrecadação somou R$ 137,842 bilhões em dezembro, alta real de 4,93% em relação ao mesmo mês de 2016. Na comparação com novembro, houve aumento de 19,25%. O montante arrecadado foi o melhor para meses de dezembro desde 2014.

O resultado da arrecadação em 2017 veio dentro do intervalo previsto na pesquisa do Projeções Broadcast, que recolheu estimativas de R$ 1,337 trilhão a R$ 1,373 trilhão. Com base no intervalo de 19 expectativas, a mediana ficou em R$ 1,343 trilhão.

Também o valor arrecadado em dezembro veio dentro do levantamento, que colheu 23 projeções entre R$ 132,400 bilhões a R$ 145,000 bilhões, o que gerou mediana de R$ 138,000 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoImpostoReceita Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.