Arrecadação federal é recorde para meses de abril

Crescimento nas vendas de veículos puxou arrecadação. Só IOF cresceu 146,42% no ano

Fabio Graner e Adriana Fernandes, da Agência Estado,

21 de maio de 2008 | 14h40

Mesmo sem a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), a Receita Federal conseguiu arrecadar de janeiro a abril deste ano R$ 221,495 bilhões, um crescimento de R$ 24,907 bilhões em termos reais (descontada a inflação), alta de 12,56% em relação aos quatro primeiros meses de 2007. Em valores nominais, a arrecadação no primeiro quadrimestre foi superior em R$ 33,59 bilhões. Contribuíram para o bom resultado, segundo a Receita Federal, a expansão de 14,8% no volume geral de vendas no primeiro trimestre, o aumento de 31,9% na venda de veículos no mercado interno entre janeiro e abril, de 6,6% na produção industrial nos últimos 12 meses e de 6,3% no primeiro trimestre e ainda a ampliação das importações, de 44,21%, e da massa salarial, de 14,56%. Os dados revelam que o Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica (IRPJ) registrou um aumento real de 23,38% de janeiro a abril, o IRPF cresceu 21,50% e o imposto de importação se elevou em 26,84%. O crescimento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) foi de 146,42%, gerando ao caixa do governo um total de R$ 6,190 bilhões, enquanto a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) se elevou em 22,39% reais e o Imposto de Renda (IR) retido na fonte sobre rendimentos do trabalho se expandiu 25,55%. A CPMF registrou uma arrecadação residual de R$ 1 bilhão. O montante arrecadado com o IOF nos quatro primeiros meses deste ano representa metade do total arrecadado pela CPMF no primeiro quadrimestre de 2007, quando atualizado pelo IPCA o tributo arrecadou R$ 12,106 bilhões. Resultado de abril Só em abril, a arrecadação de impostos e contribuições federais somou em abril R$ 59,754 bilhões, um crescimento real de 11,44% em relação a abril de 2007 e de 16,52% acima em termos do registrado em março deste ano. O IOF rendeu aos cofres públicos em abril R$ 1,714 bilhão, valor 157,99% superior em termos reais ao registrado em abril de 2007, de R$ 664 milhões. As operações de crédito de pessoas físicas foram as que mais geraram arrecadação com IOF em abril, de R$ 703 milhões, seguidas das operações de crédito a pessoas jurídicas, de R$ 618 milhões.     

Tudo o que sabemos sobre:
Arrecadação federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.