Arrecadação federal sobe 8,1% em agosto sobre 2010

A arrecadação federal foi recorde em agosto para o mês, mas o crescimento frente ao ano anterior desacelerou, mostraram dados da Receita Federal nesta quinta-feira.

REUTERS

22 de setembro de 2011 | 11h04

O governo federal arrecadou 74,608 bilhões de reais em impostos e contribuições em agosto, uma alta real de 8,1 por cento sobre igual mês do ano passado.

Em julho, a arrecadação havia crescido mais de 20 por cento, inflada por um recolhimento extraordinário de tributos da Vale após uma decisão judicial favorável à Receita.

No mês passado, o recolhimento do Imposto de Renda caiu 1,13 por cento na comparação anual e o da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido teve queda de 5,8 por cento, enquanto a do Imposto sobre Produtos Industrializados ficou praticamente estável.

A arrecadação da Cofins, por outro lado, aumentou 12,1 por cento e a do Pis/Pasep, 11,9 por cento.

No acumulado do ano, a arrecadação está em 639,080 bilhões de reais, com crescimento real de 13,26 por cento frente aos 564,253 bilhões de reais recolhidos de janeiro a agosto de 2010.

Os valores são corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

(Reportagem de Isabel Versiani e Tiago Pariz)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROARRECADACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.