Arroba´s solicita emissão de novos contratos

A Arrobra´s, empresa que negocia títulos de engorda de animais, entrou hoje com pedido de nova emissão e distribuição de Contratos de investimento Coletivo (CICs) junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A emissão é de 45.000 arrobas, equivalentes a R$ 1.985.850,00 pela cotação de 26 de setembro de 2001.O investimento mínimo é de 10 arrobas, aproximadamente R$ 460,00 na cotação de hoje.Uma das garantias do investimento - exigência da nova Instrução CVM nº 350 de 3 de abril de 2001 - é o Penhor Pecuário, rebanho garantidor da emissão, localizado no município de Machadinho D´Oeste em Rondônia. Trata-se de 1.800 cabeças de gado bovino, com peso médio de 12,5 arrobas, totalizando uma garantia de 22.500 arrobas (metade da emissão).Outra garantia - determinada pela Medida Provisória nº 2.181-45/01 de 24 de agosto de 2001 - é o papel do agente fiduciário como auditor independente. Trata-se da pessoa que atua na defesa dos interesses dos investidores. Dentre suas atribuições está a verificação da regularidade da constituição das garantias; a intimação da Arroba´s, caso julgue que a garantia dada foi deteriorada ou depreciada; e a elaboração de relatório anual aos investidores contendo comentários sobre as demonstrações financeiras da Arroba´s, acompanhamento da destinação dos recursos captados através dos CICs.DistribuiçãoOs CICs serão distribuídos exclusivamente por meio da Internet pelo site da Arroba´s (veja link abaixo), sendo que a liquidação financeira dos investimentos será sempre feita através de uma instituição financeira (Documento de Ordem de Crédito, depósito em conta corrente, cheque nominal à Arroba´s ou Boleto Bancário). O Indicador de Preço, tanto para emissão quanto para liquidação dos títulos, será o Indicador Esalq/BM&F à vista. A liquidação do investimento será feita três dias após o pedido do resgate.Veja as principais características deste tipo de investimento e os riscos que ele oferece no link abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.