Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

As coisas no Brasil andam muito devagar, diz Alckmin

O governador Geraldo Alckmin atribuiu o baixo desempenho da indústria paulista em 2005 como resultado da macroeconomia nacional. "Isso é resultado da retração da atividade econômica no País que aqui a gente sente mais, porque somos exportadores líquidos, vendemos para o Brasil inteiro". Para o governador, quando a economia brasileira apresenta sinal positivo, a indústria paulista sai na frente, mas quando ela desacelera, São Paulo também é a que mais se prejudica. Segundo Alckmin, "as coisas no Brasil andam muito devagar". Alckmin disse ainda que em 2006, o ano deve ser melhor, pois não há razão para se manter os juros em alta. "A inflação está sob controle, as taxas de juros devem cair e a economia deve aquecer um pouco. O cenário internacional é bom, então deve haver mais exportações", explicou. Segundo ele, "o País está perdendo oportunidades. No ano passado, a previsão era para se crescer inicialmente 4,5%, ai se reduziu para 4%, depois para 3% e agora se fala em 2%. É inacreditável. As coisas deveriam ser melhor encaminhadas". O governador fez estas declarações após a assinatura de um decreto que instituiu um comitê de combate à pirataria. O evento foi realizado no Palácio dos Bandeirantes.

Agencia Estado,

13 de janeiro de 2006 | 13h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.