bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Ásia atrai mais investimentos entre países em desenvolvimento

A Ásia atrai mais investimento direto estrangeiro (IDE) entre os países em desenvolvimento, e além disso tem um perfil muito mais próximo aos países desenvolvidos quanto à grande diversificação de setores de aplicação desses recursos. Segundo pesquisa da Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento (Unctad), citadas em trabalho do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), há uma tendência à realocação internacional de atividades corporativas de grande valor adicionado, como as de processamento, logística e de fornecimento para países em desenvolvimento. A Ásia leva vantagem para esse tipo de investimento, por sua diversificação, enquanto a maior parte dos países em desenvolvimento é mais especializada na sua capacidade de atrair IED, segundo o trabalho da economista do Ipea Luciana Acioly da Silva. A expectativa é de que o setor manufatureiro lidere o IDE.As empresas pretendem tanto instalar novos projetos, o chamado greenfield investment, quanto investir em fusões e aquisições. Para a América Latina, o esperado é que cerca de 80% do IDE ocorra por fusões e aquisições no período de 2004 a 2007. "Essa região tem tido a maior relação fusões e aquisições no total do IDE do mundo em desenvolvimento, o que em grande parte reflete seus programas de privatização", diz o texto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.