Ásia puxará crescimento econômico mundial, diz FMI

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que a Ásia crescerá entre 6% e 6,5% este ano e no próximo, puxando o crescimento mundial de 3% a 3,5% em 2003 e de 4% a 4,5% em 2004. Estes números foram calculados com base nas premissas de que não haverá guerra, as taxas de câmbio reais serão iguais às de 2002 e o preço do barril de petróleo em 2003 será de US$ 25.O FMI prevê também, com base nas mesmas condições, que os Estados Unidos devem crescer entre 2% e 2,5% este ano e de 4% a 4,5% no ano que vem, influindo para que a América Central e a América Latina tenham a mesma previsão de crescimento. Para a região do euro, o crescimento deve ser de 1% a 1,5% em 2003 e de 2,5% a 3% em 2004, enquanto no Japão as previsões do Fundo consideram um aumento do PIB de 0,5% a 1% este ano e de 1% a 1,5% no próximo.Os números foram apresentados pelo representante do FMI no Brasil, Rogério Zandamela, no seminário Economia Brasileira e Mundial em 2003, promovido nesta segunda-feira pela Fundação Getúlio Vargas na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.