Assembléia de credores da Varig é adiada para 7 de novembro

A assembléia da credores da Varig, que seria realizada na próxima segunda-feira, foi adiada para o dia 7 de novembro. Segundo comunicado divulgado hoje pela assessoria de imprensa da Varig, a decisão foi da juíza Márcia Cunha, da 8ª Vara empresarial do Rio.De acordo com a nota, "a Magistrada atendeu a requerimento que, diante dos novos fatos gerados a partir da proposta apresentada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, solicitou mais tempo para que os entendimentos para a concretização dos negócios possam se realizar".A reunião vai decidir qual plano de recuperação da Varig será adotado. Veja as propostas já apresentadas: OPERAÇÃO DE SALVAMENTOPropostas para recuperação da Varig já apresentadasTAPUS$ 500 milhões no médio prazo, por 20% do controle da empresa, sendo US$ 200 milhões da própria TAP e o restante de outros investidoresFundo Matlin PattersonUS$ 103 milhões pelo controle da VarigLog, braço de logística do grupo, sendo US$ 38 milhões no curto prazo e o restante por meio de antecipação de recebíveisBNDESUS$ 62 milhões para pagamento de dívidas com empresa de leasing de aviões. O banco entraria com dois terços dos recursos. Atrasos com leasing, porém, já passam de US$ 70 milhõesNelson Tanure (Docas)US$ 130 milhões, sendo US$ 40 milhões por meio de antecipação de recebíveis, e US$ 90 milhões, via subscrição de ações da DocasTGVUS$ 700 milhões via operação de recebíveis, poupança previdenciária dos aeronautas e aportes de recursos de credores e investidores

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.