Assembléia definirá novo conselho para o MAE

A Administradora de Serviços do Mercado Atacadista de Energia Elétrica (Asmae) realizará amanhã, a partir das 10 horas, assembléia extraordinária para tomar as primeiras medidas que permitirão a transição do regime de auto-regulação pelos agentes no Mercado Atacadista de Energia Elétrica (MAE) para uma regulação direta da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).Entre as medidas estão mudanças no estatuto da Asmae, bem como a eleição de um novo conselho, que responderá diretamente à Aneel sobre questões ligadas a regras e procedimentos de mercado. Na prática, esta nova forma de representação substituirá a estrutura que vinha sendo adotada no regime de auto-regulação, com dois conselhos: o Comae, Conselho do Mercado Atacadista de Energia Elétrica (MAE) e o Conselho da Asmae. Transformação - De acordo com o consultor do Grupo Rede e ex-conselheiro do MAE, Fernando Quartim Barbosa, uma série de medidas serão tomadas para transformar a Asmae, que atualmente cuida do processamento dos dados do mercado, no MAE, que terá abrangência mais ampla.Segundo Lindolfo Paixão, um dos membros do Comae, a expectativa também é a de que a assembléia geral de amanhã decida o destino da Monitor, empresa que vinha administrando a Asmae.A Monitor foi contratada no ano passado para gerir a Asmae, depois que foram constatadas uma série de irregularidades administrativas na empresa. Segundo Paixão, o contrato com a Monitor venceu no último dia 3.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.