Divulgação
Divulgação

AEB projeta superávit recorde da balança comercial brasileira em 2017

O valor esperado é de US$ 51,647 bilhões, 13,1% a mais do que o estimado para 2016

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2016 | 13h35

RIO - A balança comercial brasileira registrará superávit recorde de US$ 51,647 bilhões em 2017, alta de 13,1% ante os US$ 45,654 bilhões estimados para 2016, conforme projeções da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) divulgadas nesta quarta-feira, 14.

As projeções consideram alta de 7,2% nas exportações, para US$197,360 bilhões, e aumento de 5,2% nas importações, para US$145,713 bilhões. Com isso, segundo a AEB, será a primeira alta na corrente de comércio após seis anos de queda.

Apesar da projeção de recorde, a AEB listou uma série de incertezas para o comércio exterior no próximo ano, como a eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos e sua aproximação com a Rússia, o reconhecimento da China como economia de mercado, as cotações de minério de ferro e do petróleo, a saída do Reino Unido da União Europeia (EU), o crescimento econômico da Argentina e a suspensão ou cancelamento de projetos para exportação de serviços de engenharia.

"A insegurança e incerteza vigentes poderão demandar revisão dessas projeções antes de julho, mês tradicional de realização da única revisão anual da balança comercial pela AEB", diz nota distribuída pela associação.

Tudo o que sabemos sobre:
Donald TrumpRússiaChinaArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.