Associação de futebol vai ignorar a greve geral

O secretário-geral da CGT classificou a decisão da AFA de "vergonhosa"

O Estado de S.Paulo

28 de agosto de 2014 | 02h05

A Associação de Futebol da Argentina (AFA) decidiu ignorar a greve geral - e os consequentes problemas de transporte - e confirmou a programação dos jogos de futebol. A AFA, entidade aliada do governo Kirchner, que desde 2009 recebeu mais de US$ 1 bilhão pela estatização das transmissões dos jogos, sustentou em um comunicado que a Casa Rosada "garante a segurança para os jogos desta data".

No total hoje serão realizados cinco jogos da primeira divisão. O secretário-geral da CGT "rebelde", Hugo Moyano, classificou a decisão da AFA de "vergonhosa". Segundo o sindicalista, "o governo quer distrair a atenção do povo com o futebol".

As manifestações serão embaladas pelo clássico bumbo, instrumento que os setores peronistas costumam usar para marcar o compasso das palavras de ordem e cânticos de protesto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.