Nilton Fukuda/Estadão - 28/11/2020
Nilton Fukuda/Estadão - 28/11/2020

bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Associação de produtores avalia alerta da China sobre coronavírus, mas nega transmissão por carne

Um província chinesa afirmou que amostra de asa de frango congelada importada do Brasil testou positivo para o vírus

Reuters

13 de agosto de 2020 | 11h15

O produtores de carnes do Brasil ainda analisam informações sobre o alerta emitido por uma província chinesa que disse ter detectado coronavírus em embalagens de asas de frango importadas do Brasil, disse a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) nesta quinta-feira, 13.

A entidade, no entanto, ressaltou em nota que “ainda não está claro em que momento houve a eventual contaminação da embalagem, e se ocorreu durante o processo de transporte de exportação”.

“A ABPA reitera que não há evidências científicas de que a carne seja transmissora do vírus”, acrescentou a associação, que citou organismos internacionais como a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO) e a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

O governo de Shenzhen, no sul da China, disse que amostra de asa de frango congelada importada do Brasil testou positivo para o coronavírus, o que gera temores no país oriental de que embarques de alimentos contaminados possam causar novos surtos locais da doença.

As descobertas vêm um dia depois que traços do coronavírus que causa a covid-19 terem sido descobertas em embalagens de camarões congelados do Equador em uma cidade na província de Anhui, ao leste do país. A China tem aumentado as análises em portos devido a preocupações com importações de alimentos.

Autoridades de saúde de Shenzhen disseram que rastrearam e testaram todos que possam ter tido contato com os alimentos potencialmente contaminados e que todos resultados foram negativos.

A embaixada brasileira em Pequim não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.