WILTON JUNIOR/ESTADÃO
WILTON JUNIOR/ESTADÃO

seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Associação questiona Temer sobre Previdência

Uma das preocupações da instituição que representa os auditores fiscais é que não sejam cumpridos os acordos de reajuste salarial firmados em 2015 e 2016 com o Ministério do Planejamento

Rachel Gamarski, O Estado de S. Paulo

05 de maio de 2016 | 09h52

A Associação Nacional dos Auditores Fiscais (Anfip) está questionando o vice-presidente Michel Temer sobre as propostas para a reforma da Previdência Social que devem ser anunciadas caso a presidente Dilma Rousseff seja afastada. O presidente da associação, Vilson Romero, defende recomposição do INSS dos valores que o governo deixa de arrecadar através de renúncias de contribuições patronais e reequilíbrio da previdência rural, como chegou a sugerir o ex-ministro da Fazenda, Joaquim Levy. “Isso, agregado a maior transparência da gestão, ajudará a Previdência sem reduzir direitos dos trabalhadores.” 

Ele ressaltou ainda que a entidade está aguardando uma segunda edição do programa “Uma ponte para o futuro”, elaborado pela Fundação Ulysses Guimarães, instituição ligada ao PMDB. “Estamos aguardando as mudanças que devem vir para as propostas da área social”, disse, antes de ressaltar que o novo governo “tem de ter cuidado para não ter uma cartilha neoliberal”.

Outra preocupação é o não cumprimento de acordos de reajuste salarial firmados em 2015 e 2016 com o Ministério do Planejamento. Ele destacou ainda que o vice-presidente já começou a enfrentar “fragmentação” da base de seu eventual futuro governo ao recuar de algumas medidas que haviam sido anunciadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.