Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Associações anunciam festival de consórcio para incentivar vendas de veículos

Festival vai acontecer de 1º de maio a 15 de junho e 11 marcas confirmaram participação; objetivo é oferecer condições melhores para contemplados

Igor Gadelha, O Estado de S. Paulo

23 de abril de 2015 | 16h46

SÃO PAULO - A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) e a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac) assinaram um termo de entendimento criando o chamado "Festival do Consorciado Contemplado" para tentar estimular as vendas de veículos por meio de consórcios. 

O festival vai acontecer de 1º de maio a 15 de junho. Até o momento, 11 marcas confirmaram participação: Audi, DAF, Fiat Crysler Automotive, Honda, Caoa, Iveco, General Motors, Man Latin America, Scania, Toyota e Volkswagen. Outras montadoras poderão entrar durante o festival. "A ideia é que as marcas possam oferecer condições melhores para o contemplado adquirir seu veículo nesse período", explicou o presidente da Anfavea, Luiz Moan. 


O executivo ressaltou que a participação das marcas é opcional e que cada uma delas fará ofertas de forma individual, sem interferência da Anfavea, Fenabrave ou da Abac. De acordo com ele, nenhuma meta de vendas foi estabelecida. Moan reconheceu que o festival é uma ação de marketing no curto prazo, mas ponderou que, em longo prazo, tem o objetivo de promover a valorização do sistema de consórcio. 

O presidente da Abac, Paulo Roberto Rossi, explicou que o papel da entidade será comunicar às cerca de 130 administradoras de consórcios filiadas sobre o festival e motivá-las a notificar os consorciados contemplados. "Estamos muito animados. A expectativa é de que, mediante o oferecimento dessas vantagens, eles se dirijam e façam esses negócios nas concessionárias", afirmou o executivo. 

Rossi destacou que, atualmente, há cerca de 240 mil consorciados que foram contemplados e ainda não usaram o crédito, sendo 225 mil para aquisição de veículos leves e 15 mil para pesados. Segundo ele, essa média é cíclica e varia de acordo com as condições do setor automotivo. Ele lembrou que, quando o cliente é completado, o dinheiro é aplicado em uma conta, para preservar seu poder de compra, como prevê o Banco Central. 

O presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção, explicou que a negociação se dará direto nas concessionárias. Segundo ele, aproximadamente 3 mil empresas filiadas à entidade deverão participar. Ele comentou que a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) foi convidada a participar do festival, mas ainda não respondeu. "Esperamos que eles possam entrar rapidamente", disse.

Os executivos afirmaram que outras ações promocionais deverão ser lançadas ao longo do ano para tentar aumentar as vendas de veículos, que acumulam queda de 19,7% em 2015 até a primeira quinzena de abril. No fim de outubro, a Fenabrave já tinha firmado acordo com a Caixa Econômica e com o Banco Pan para oferecer crédito com taxas de juros mais baixas do que a média do mercado até dezembro de 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.