Associações de imprensa reúnem-se e pedem apoio ao BNDES

Em reunião hoje realizada, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Associação Nacional de Jornais (ANJ) e a Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner) apresentaram ao BNDES os estudos sobre o Setor de Comunicação no Brasil elaborados por consultoriaespecializada.O objetivo das entidades é trazer à discussão com o BNDES opções que permitam a continuidade e o crescimento do setor. Visa também abrir para as empresas, responsáveis por mais de 280 mil empregos diretos e indiretos, oportunidades técnicas e transparentes de apoio para o desenvolvimento do segmento, em linha com as disponíveis para os diversos setores da economia brasileira.Os estudos sugerem que, a exemplo de tantos outros programas do BNDES para os mais variados segmentos da atividade econômica, o setor de comunicação possa também dispor de acesso, por exemplo, a programas para o equacionamento financeiro das empresas e a programas usuais de financiamentode investimentos.Destaques do estudoPara este objetivo, o trabalho destaca, inicialmente, algumas funções do setor - contribuir para o fortalecimento das instituições democráticas, o exercício da liberdade de expressão, a formação da cidadania, a geração de conteúdo para educação, entretenimento e informação. Além disso, informa sobre a relevância estratégica, como agente de identidade e integração nacional e prestador de serviços de utilidade pública.Ressalta ainda a importância estratégica do setor de comunicação como gerador de emprego e de impostos e apresenta dados sobre os segmentos de Rádio, Televisão, Jornais e Revistas, a situação e o contexto atuais, a conjuntura macroeconômica e seus efeitos sobre a evolução das receitas, dos custos e resultados, e sobre o endividamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.