Aston Martin chega com carros de mais de R$ 600 mil

Marca inglesa, preferida de James Bond, já vendeu dez unidades em loja recém-aberta no [br]Brasil

Leandro Alvares, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2010 | 00h00

Com três meses de atraso, a Aston Martin, marca inglesa de esportivos de luxo, inaugurou oficialmente a sua primeira concessionária no Brasil. Oficialmente porque o showroom, previsto para abrir em maio, está funcionando desde o dia 8 deste mês. De acordo com o representante da marca no País, Sergio Habib, as vendas estão acima do esperado.

O empresário - que, além de ser ex-presidente da Citroën no País, é representante da Jaguar e se prepara para iniciar as vendas da marca chinesa JAC - diz que já foram vendidos dez carros da marca inglesa. "A meta é fechar o mês com 15 unidades comercializadas. Se o objetivo for confirmado, seremos a concessionária que mais vendeu Aston Martin em um mês neste ano."

No espaço montado no bairro dos Jardins, tradicional endereço das grifes famosas do setor automotivo na capital paulista, a marca oferece as versões cupê e conversível de três modelos: Vantage, DB9, DBS, além do Rapide. Este chega até o fim de setembro. Os preços vão de R$ 620 mil (cupê Vantage) a R$ 1,35 milhão, no caso do DBS.

Animado com o bom desempenho do setor de alto luxo, o empresário refez inclusive as projeções da marca para 2011. "O plano inicial era o de vender 40 carros em 2011, mas a aceitação inicial nos faz vislumbrar números maiores, de 60 a 80 unidades."

Diretor de operações da Aston Martin na América, William Norman destaca a exclusividade da marca como fator importante para seu sucesso no Brasil. "Nossos carros são construídos à mão, em processo que pode levar 450 horas", afirmou.

O presidente da empresa britânica para as Américas, Julian Jenkins, diz que o crescimento do Brasil no setor automotivo foi decisivo para a vinda da Aston. "O País é o quarto maior mercado do mundo e isso não pode ser ignorado." Atualmente o País está atrás apenas de China, Estados Unidos e Japão em vendas de veículos.

Habib afirma que, após concluída a encomenda, a entrega dos carros aos proprietários pode levar de 70 a 90 dias, dependendo do modelo.

Vitrine de cinema. Famosa por suas aparições nos filmes do agente secreto James Bond, a Aston Martin tem como modelo de entrada o V8 Vantage. Equipado com motor V8 4.7 de 426 cv de potência que pode acelerá-lo de 0 a 100 km/he em 4,7 segundos, o modelo tem tabela de R$ 620 mil para a versão cupê e R$ 720 mil para a conversível.

A linha intermediária, DB9, é equipada com propulsor 6.0 V12 de 477 cv. Sua velocidade máxima é estimada em 306 km/h. A versão cupê tem preço sugerido de R$ 900 mil. No caso da opção com capota retrátil, o preço sobe para R$ 970 mil.

Considerado o topo de linha da marca, o superesportivo DBS parte de R$ 1,25 milhão (cupê) e chega a R$ 1,35 milhão na opção conversível. Embora compartilhe o motor com o DB9, sua potência é de 517cv.

Prometido para setembro (e provável destaque da marca no Salão do Automóvel, em outubro), o cupê quatro-portas Rapide já tem preço definido para o País. De acordo com Habib, o modelo custará R$ 900 mil.

Luxo

80 unidades é a estimativa de vendas da marca inglesa nomercado brasileiro em 2011

450 horas de trabalho são gastas para a fabricação artesanal do modelo esportivo, estrela dos filmes de James Bond

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.