Ata do BOJ eleva preocupações sobre a economia

Os membros do Comitê de Política Monetária do Banco do Japão (BOJ, o banco central do país) elevaram as preocupações sobre o crescimento dos riscos para a economia durante o seu primeiro encontro em abril, concordando em avaliar cuidadosamente tais riscos, de acordo com a ata da reunião divulgada nesta sexta-feira.O aumento da cautela sobre os riscos de desaceleração para economia do Japão provavelmente ajudou a pavimentar o caminho para que o BOJ abandone uma inclinação para aumentar a taxa de juros no final do mês."Como os fatores de riscos internos e externos têm aumentado, o banco deveria avaliar o futuro caminho da economia e dos preços... assim como os riscos de alta e de queda", diz a ata.Os membros do comitê concordaram que existia um aumento dos riscos de desaceleração para a economia global provenientes da alta dos preços da energia e das matérias-primas, enquanto que a elevação dos preços das commodities também provocam riscos para o desenvolvimento dos preços globais.A ata mostra que o comitê concordou em "implementar uma política monetária de uma maneira apropriada" baseada "numa avaliação mais aproximada dos indicadores econômicos... e da situação do mercado no Japão e no exterior."O comitê também discutiu as pressões dos preços no Japão, com alguns membros destacando que as expectativas para uma inflação ao consumidor estão aumentando, refletindo o avanço da alta nos preços das necessidades diárias.No encontro, o comitê deixou a taxa de juros inalterada em 0,50% devido a incerteza em torno das perspectivas para a economia global. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.