Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Atacadão vira referência de gestão para o setor

De todos os ativos do Carrefour Brasil, o mercado não tem dúvida de que o Atacadão é o mais valioso. A rede de atacarejo fez uma aposta firme no preço baixo e virou referência para a concorrência, que também tenta aproveitar as vantagens do modelo. Para montar a operação do Assaí, por exemplo, o Pão de Açúcar trouxe executivos do Atacadão, com objetivo de copiar diretamente o concorrente.

Fernando Scheller e Mônica Scaramuzzo, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2015 | 02h06

Em fevereiro, dois analistas de varejo do Banco Plural - Guilherme Assis e Victor Falzoni - foram a campo com uma lista de 17 produtos básicos para comparar os preços entre os diferentes formatos de varejo. Eles visitaram oito bandeiras (Atacadão, Assaí, Dia %, Extra Supermercado, Extra Hipermercados, Carrefour, Walmart e Pão de Açúcar) e constataram que o modelo de atacarejo oferece o melhor custo-benefício. No Atacadão, a lista saiu 17,2% mais barata do que no estabelecimento mais caro, enquanto no Assaí, o valor era 13,4% mais baixo (veja quadro).

Para Maria Cristina Costa, da consultoria de investimentos Lopes Filho, com o aperto no orçamento em 2015, o atacarejo será a opção do consumidor que busca preços mais baixos. "O ano de 2014 foi difícil, mas o desemprego ainda não era uma realidade como é agora. Os consumidores vão sofrer os efeitos da inflação."

Um executivo de varejo consultado pelo 'Estado' afirmou que, para o Carrefour Brasil, a solução mais lucrativa para a reformulação dos hipermercados da companhia seria a transformação de todos em lojas Atacadão - medida que a companhia tomou em alguns casos.

No entanto, um especialista explicou que a mudança não é tão simples assim: isso porque a conversão de hipermercado em atacarejo custa cerca de R$ 20 milhões por causa de adaptações que precisam ser feitas no terreno e na edificação. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.