EFE/ Ali Haider
EFE/ Ali Haider

finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ataque à instalação na Arábia Saudita vai impactar preços do petróleo, diz economista

André Perfeito defende que aumento no preço do petróleo saudita após ataque pode favorecer a Petrobrás

Karla Spotorno, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2019 | 17h29

O ataque à maior instalação de petróleo do mundo e um dos mais importantes campos de extração do óleo na Arábia Saudita neste sábado, 14, vai, certamente, afetar os preços da commodity. "O ataque deve trazer algum impacto aos preços no início da semana do barril de petróleo e favorecer a gigante brasileira Petrobrás", disse em nota o economista-chefe da Necton Investimentos, André Perfeito.

 

 

Segundo agências internacionais, os ataques com drones feitos por rebeldes do Iêmen miraram o maior campo de extração de petróleo da Arábia Saudita, que produz cerca de 1,5 milhão de barris por dia, e também a maior instalação de processamento do óleo cru do mundo, que tem capacidade de processar 7 milhões de barris por dia, cerca de 8% do total mundial.

Perfeito argumenta que, até a abertura dos negócios na segunda-feira, é necessário monitorar os "desdobramentos deste evento". "Mas tudo o mais constante, devemos ter um impacto para cima dos preços do barril quando abrirem os negócios", afirma o economista.

Tudo o que sabemos sobre:
Arábia Saudita [Ásia]petróleodrone

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.