Ataque ao Iraque e PPI derrubam mercados

Os mercados reagiram nervosos ao ataque ao Iraque e à divulgação do PPI - índice de preços ao produtor dos Estados Unidos. Hoje aviões norte-americanos e ingleses atacaram alvos militares iraquianos dentro da zona de exclusão, ao sul do paralelo 33. Esse fato soma-se à escalada das tensões no Oriente Médio e trouxe muitas preocupações ao mercado. Além disso, foi divulgado pela manhã o PPI, que ficou muito acima do esperado, renovando as preocupações com a economia norte-americana. A reação foi forte nos mercados internacionais. O Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em queda de 0,84%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - em queda de 5,01%. As preocupações também se fizeram sentir no Brasil. O dólar fechou em R$ 2,0050, com alta de 0,75%. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 4,00%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 16,060% ao ano, frente a 15,920% ao ano ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.