José Patrício/ Estadão
José Patrício/ Estadão

Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Até 20 de dezembro, fluxo cambial no ano é negativo em US$ 40,8 bi

Resultado é bem diferente do que ocorria no ano passado, quando fluxo estava positivo em US$ 2,7 bilhões em 20 de dezembro

Fabrício de Castro, O Estado de S. Paulo

26 de dezembro de 2019 | 16h06

BRASÍLIA - O fluxo cambial do ano até 20 de dezembro ficou negativo em US$ 40,846 bilhões, informou na tarde desta quinta-feira, 26, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 2,646 bilhões.

A saída pelo canal financeiro neste ano até 20 de dezembro foi de US$ 59,685 bilhões. O resultado é fruto de aportes no valor de US$ 549,125 bilhões e de envios no total de US$ 608,810 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 20 de dezembro ficou positivo em US$ 18,839 bilhões, com importações de US$ 175,559 bilhões e exportações de US$ 194,397 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 31,699 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 57,020 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 105,679 bilhões em outras entradas.

Dezembro tem fluxo negativo de US$ 13,7 bi

Depois de encerrar novembro com saídas líquidas de US$ 5,691 bilhões, o País registrou fluxo cambial negativo de US$ 13,690 bilhões em dezembro até o dia 20, informou há pouco o Banco Central. O período corresponde às três primeiras semanas do mês.

O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 17,348 bilhões no período. Isso é resultado de aportes no valor de US$ 49,954 bilhões e de retiradas no total de US$ 67,302 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Tudo o que sabemos sobre:
balança comercialcâmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.