Até 6ª para funcionário comprar ações do Banespa

Termina sexta-feira o prazo para que os funcionários do Banespa façam a reserva de ações. Cada empregado do banco e das empresas associadas (Cabesp e BanesPrev) registrado até 31 de março e os aposentados podem adquirir um lote mínimo de 3.348 ações ordinárias (ON), por R$ 261,25, e o máximo de 10 lotes, com 33.480 ações, por R$ 2.612,50.Como tem direito a um desconto de 50% sobre o preço mínimo fixado, o funcionário receberá, quando vender seus papéis ao controlador, 100% sobre o valor pago, mais a correção pelo IGP-DI. Pela oferta do governo, o funcionário pagará R$ 78,03 pelo lote de mil ações (a conta é proporcional, porque o lote oferecido ao empregado é de 3.348 ações).Na sexta-feira, o mesmo lote de mil da ação ON (ordinária, com direito a voto) custava R$ 61,00. Essas ações poderão ser revendidas ao controlador por R$ 156,06 o lote de mil, mais a variação do IGP-DI. No mercado à vista, elas teriam de subir 156% mais o IGP-DI para ser mais interessante (veja mais informações abaixo).Santander vai financiar a compraPara garantir a concretização da compra pelo funcionário, o novo controlador oferece a partir de hoje uma linha de crédito especial (veja mais informações no link abaixo). Pela linha, cada empregado que optar por quaisquer quantidades de lotes (dentro da sua reserva de direito), vai receber o lucro futuro projetado na compra das ações no dia 22 de dezembro, menos a diferença da União, o desconto de taxa de juros Selic e o imposto IOF. Quem fizer a opção máxima de 10 lotes (permitida a todos), por exemplo, teria direito de receber em 25 de junho de 2001 R$ 5.060,07. Como tem o desconto, os R$ 2.612,60 do governo referente aos 50% que tem de pagar pelos papéis em 22 de dezembro deste ano, menos os juros e o IOF, irá resgatar no próximo mês R$ 2.408,80. A diferença do IGP-DI será paga em 25 de junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.