finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Atenção à correção dos valores dos contratos

A liberação, pelo governo, do uso de índices de inflação nos contratos imobiliários pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) com prazo superior a 36 meses trouxe a questão de novo à discussão. Qual indicador de inflação escolher nos casos em que é livre a adoção de um indexador para a correção de contratos? No SFI, incorporadores e construtoras preferem o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), cuja variação está acima do Índice de Preços ao Consumidor-IPC (ver tabela abaixo).Existem compromissos em que o devedor não tem como espernear, mas em contrato de aluguel, por exemplo, é possível negociar. Especialistas dizem que o consumidor deve ficar atento ao indexador utilizado e, caso se sinta prejudicado, deve tentar negociar e adotar aquele que mais reflita seu reajuste salarial, no caso, o IPC ou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)."O que pode ocorrer é que os credores tendam a escolher o índice mais alto, que, hoje, é o IGP-M", afirma o vice-presidente da Anefac, Miguel José de Oliveira. Ele propõe negociação, embora reconheça que, em alguns casos, a tentativa é malsucedida. "É preciso levar em conta que, se não ceder, o credor terá de buscar outra opção para evitar a inadimplência."Segundo cálculos do matemático-financeiro José Dutra Vieira Sobrinho, o IGP-M está muito acima da média dos outros índices, no período entre 1999 e agosto deste ano. "É a partir dessa época que se verifica variação maior do IGP-M por causa da desvalorização do real em relação ao dólar."O coordenador-geral da Fipe, Heron do Carmo, explica que o IGP-M sofre influência direta do dólar. "Sessenta por cento de sua composição reflete a variação do Índice de Preços no Atacado (IPA), que depende do que acontece com o dólar e o petróleo no mercado mundial."A dança da inflação pelos vários índices (%)Índice199920002001Acumulado no períodoIPC-Fipe8,644,385,0919,17ICV-Dieese9,577,216,6225,25IPCA-IBGE8,945,975,0621,28INPC-IBGE8,435,275,7920,76Média*8,905,715,6421.62IGPM-FGV20,109,957,3341,73Quanto o IGPM é maior que a média (%)125,9874,3129,9693,07

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.