Atenção com os planos de saúde odontológicos

Os planos de saúde odontológicos surgiram no mercado como uma opção mais econômica na hora de realizar uma consulta ou tratamento dentário. Porém, de acordo com a Fundação Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, os convênios odontológicos não estão oferecendo uma qualidade de serviço adequada e vêm frustando e prejudicando os consumidores.A técnica em saúde do Procon-SP, Hilma Araújo dos Santos, destaca que o número de queixas dos consumidores contra empresas do setor vêm crescendo nos últimos meses. A principal queixa é com relação a empresas que fecham as portas sem dar nenhuma satisfação aos seus associados. "As empresas somem do mercado sem pagar os dentistas que, por sua vez, não realizam o tratamento no paciente", explica Hilma.Outros problemas enfrentados pelos consumidores são a falta de registro das empresas na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e a cobrança de multas indevidas em caso de cancelamento de contrato. "A cobrança de multas de alto valor é estipulada para evitar que o consumidor cancele o contrato antes do tempo previsto. As empresas querem evitar que o consumidor utilizem o plano só para um tratamento, mas fazem isso de forma abusiva", explica a técnica de saúde do Procon-SP.Empresas sem registroPara evitar dores de cabeça com os planos odontológicos, o consumidor deve verificar junto à ANS se a empresa possui registro de funcionamento. De acordo com a diretora de fiscalização da ANS, Maria Stella Gregori, os consumidores estão denunciando uma série de empresas irregulares no mercado. "Antes de contratar é preciso verificar junto à ANS se empresa está no mercado legalmente", avisa. O consumidor pode ligar para o Disque ANS 0800-7019656, de segunda à sexta das 8 ás 17 horas.A técnica de saúde do Procon-SP recomenda o consumidor também verificar a rede credenciada do seu plano e ligar para alguns dentistas cadastrados para verificar se o plano atende corretamente. As clausulas do contrato do plano odontológico devem ser claras e precisas. "Se o consumidor estiver em dúvida sobre qual empresa contratar, pode ligar para o Procon para esclarecer suas questões", avisa Hilma Araújo. O telefone do Procon-SP é 1512.Veja nos links abaixo as principais queixas dos consumidores com relação aos planos de saúde e as medidas que a ANS vai tomar para intensificar a fiscalização do setor.

Agencia Estado,

30 de janeiro de 2002 | 12h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.