Atendimento pessoal em teles é aprovado em comissão

A Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado aprovou hoje projeto de lei que obriga as empresas de telecomunicações - incluindo telefonias fixa, celular e TV por assinatura - a oferecer atendimento pessoal aos clientes. A intenção é assegurar que o consumidor possa resolver os problemas também comparecendo pessoalmente às lojas, e não só pelo telefone. O projeto foi aprovado pela comissão em caráter terminativo e, por isso, será encaminhado diretamente à Câmara dos Deputados para votação.As empresas já são obrigadas a manter lojas em funcionamento e atender presencialmente a todas as solicitações feitas pelo cliente. Essas obrigações estão previstas nos contratos de concessão da telefonia fixa e em regulamentos da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para os serviços de telefonia celular e TV por assinatura. O problema, segundo o autor do projeto, senador César Borges (PR-BA), é que as empresas não estão cumprindo as regras.Borges acredita que uma lei possa reforçar a obrigação de prestar atendimento aos clientes nas lojas. "Todos nós já passamos por esse constrangimento de esperar horas ao telefone e não ter o atendimento", afirmou o senador. Ele criticou também a atuação da Anatel, que não estaria fiscalizando o suficiente as empresas para exigir o cumprimento das obrigações. "E a lei dá esse respaldo à agência", afirmou.

GERUSA MARQUES, Agencia Estado

17 de outubro de 2007 | 15h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.