Atento vence licitação do call center da Anatel

A Atento Brasil S.A. (do grupo Telefônica) ganhou a licitação do call center da Anatel. A empresa, que disputou o repique com a ACS (Grupo Algar), vai receber R$ 6,655 mi por ano para receber as reclamações dos assinantes de telefonia e de serviços de telecomunicações. No entanto, há expectativa de que essa licitação poderá parar na Justiça. O diretor da empresa Telematic Tecnologies, Alselmo da Rocha, anunciou que entrará com mandado de segurança na Justiça Federal para manter a empresa no páreo. A Telematic foi inabilitada pela comissão, porque não comprovou a quantidade de posições de atendimento, como previa o edital de licitação. O edital exigia 80 e ela tinha apenas 78, segundo a comissão de licitação. Porém, a Telematic ofereceu o menor preço R$ 5,630 mi. Na avaliação de Rocha, a Anatel está "colocando a raposa para cuidar do galinheiro" já que a Atento Brasil S.A é controlada pela Telefônica, que poderia ter informações privilegiadas das reclamações dos consumidores. O diretor de marketing da Atento Brasil, Regis Noronha, disse que não vê nenhum problema nesse fato. Segundo ele, a Atento presta serviços de call center também para a Intelig, Telemar, CRT, Telefônica, Tele Bahia Celular e no setor de energia faz o atendimento para a Aneel, Coelba, da Bahia, e Celpe, de Pernambuco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.