coluna

Fernanda Camargo: O insustentável custo de investir desconhecendo fatores ambientais

AT&T está prestes a fechar a compra da Time Warner

Acordo uniria o portfólio da AT&T de serviços sem fio, banda larga e TV por satélite com o império do entretenimento

O Estado de S.Paulo

22 de outubro de 2016 | 06h00

O grupo americano de telecomunicações AT&T está em negociações avançadas para a aquisição do conglomerado de mídia Time Warner, de acordo com pessoas ligadas ao assunto. A fusão pode criar uma nova gigante no terreno da mídia, das comunicações e da internet, que rapidamente têm convergido entre si.

O acordo, que pode ser anunciado já neste fim de semana, uniria o portfólio da AT&T de serviços sem fio, banda larga e televisão por satélite com o império do entretenimento da Time Warner, que inclui emissoras a cabo como TNT, TBS, CNN, HBO e os estúdios de filme e TV Warner Bros. e New Line Cinema.

As conversas devem resultar num acordo que envolverá dinheiro e ações e podem ser concluídas rapidamente.

O presidente-executivo da Time Warner, Jeff Bewkes, rejeitou uma oferta de US$ 80 bilhões da Twentieth Century Fox em 2014, mas, de acordo com fontes, a Fox não tem planos para renovar a oferta.

Uma união das companhias seria o casamento mais ambicioso entre o conteúdo e a distribuição nos setores de mídia e telecomunicações desde a compra em 2011 da NBC Universal pela Comcast.

O negócio resultante seria um rival para o gigante do setor de TV a cabo e também o maior no setor de mídia dos últimos anos.

A AT&T, que tem valor de mercado de cerca de US$ 238 bilhões, já fez movimentos para se transformar em uma potência da mídia ao comprar o provedor de TV por satélite DirecTV no ano passado, por US$ 48,5 bilhões. A Time Warner tem valor de mercado de US$ 68 bilhões.

Cautela. O negócio entre AT&T e Time Warner provavelmente estaria sob intenso escrutínio regulatório. Não está claro, inclusive, se os reguladores poderiam se posicionar contra o negócio.

Representantes da Time Warner e da AT&T não quiseram se manifestar. / AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.