Atividade da indústria de SP sobe 0,8% em agosto

Na comparação com agosto de 2010, indicador da Fiesp registrou alta de 3%

Anne Warth, da Agência Estado,

29 de setembro de 2011 | 11h55

O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista subiu 0,8% em agosto ante julho, com ajuste sazonal, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira, 29, pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). No cálculo sem ajuste sazonal, o INA subiu 6,1% no mesmo período, no melhor resultado para meses de agosto desde 2005, quando o indicador teve alta de 6,5%.

Na comparação com agosto de 2010, o INA registrou crescimento de 3,00% e, no acumulado de 2011 até o mês passado, a elevação é de 2,6%.

Já o nível de utilização da capacidade instalada (Nuci) subiu para 84,1% em agosto, sem ajuste sazonal, ante 83,0% em julho. Com ajuste sazonal, o Nuci manteve-se em 82,6%, no mesmo período.

A Fiesp revisou os dados do INA de correspondentes ao mês de julho. Com ajuste sazonal, a alta em relação a junho, que era de 0,3%, passou para 0,6%. Sem ajuste, o crescimento, que era de 0,6%, passou para 1,0%.

Sensor

A confiança dos empresários paulistas manteve-se estável no mês de setembro. O sensor, indicador da Fiesp, ficou em 48,9 pontos, ante 48,5 pontos em agosto, um resultado que a entidade avaliou como estabilidade.

Dos itens que compõem o Sensor, o referente ao mercado aumentou de 50,3 pontos para 54,5 pontos; e vendas subiu de 46,4 pontos, para 49,4 pontos, em base mensal. O item investimento manteve-se estável, ao passar de 52,5 pontos em agosto, para 52,4 pontos em setembro. O item emprego caiu de 50,6 pontos, para 47,0 pontos. Já o pior resultado ficou com o indicador de estoque, que passou de 42,9 pontos, para 38,1 pontos em setembro, no pior nível desde abril de 2009, quando ficou em 34,7 pontos. O item indica uma elevação considerável dos estoques da indústria paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
indústriaatividadesetembro 2011Fiesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.