Atividade do setor privado na zona do euro cai em maio

O índice composto dos gerentes de compras (PMI, em inglês) da Markit Economics sobre atividade econômica no setor privado na zona do euro (grupo dos 16 países que adotam a moeda única) caiu para 56,2 em maio, de 57,3 em abril, abaixo da previsão dos economistas de 57,5. O índice PMI do setor de manufatura caiu para 55,9 em maio, de 57,6 em abril, enquanto o índice PMI de serviços subiu para 56 em maio, de 55,6 em abril. Economistas esperavam queda para 57,5 do índice PMI de manufatura e para 55,7 do índice de serviços.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

21 de maio de 2010 | 12h00

O índice PMI composto da Alemanha, maior economia da zona do euro, caiu para 55,5 em maio, de 59,3 em abril, indicando que a economia cresceu ao menor ritmo em quatro meses. O PMI para o setor de manufatura da Alemanha cedeu para 58,3 em maio, de 61,5 em abril, enquanto o PMI para o setor de serviços caiu para 53,7 em maio, de 55,2 em abril. Economistas esperam que o PMI de manufatura subisse para 61,6 em maio e que o PMI de serviços avançasse para 58,5.

O índice PMI composto da França, segunda maior economia da zona do euro, subiu para 60,5 em maio, de 59,2 em abril, o maior nível em 45 meses. O PMI para o setor de manufatura da França caiu para 56,2 em maio, de 56,6 em abril, enquanto o PMI para o setor de serviços subiu para 61,9 em maio, de 59,2 em abril. Economistas esperam que o PMI de manufatura caísse para 56,5 em maio e que o PMI de serviços recuasse para 58,5. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
atividadesetor privadozona do euro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.