Atividade econômica nos EUA se expandiu gradualmente, diz Fed

Expansão, de acordo com livro bege se deu em ritmo modesto e moderado em mais da metade dos 12 distritos do BC 

Patrícia Braga, da Agência Estado,

29 de agosto de 2012 | 15h47

WASHINGTON - A economia dos EUA expandiu gradualmente em julho e no começo de agosto, e o mercado de trabalho cresceu apenas ligeiramente, informou hoje o Federal Reserve.

A economia se expandiu em um ritmo modesto e moderado em mais da metade dos 12 distritos do BC, mas alguns registraram crescimento mais lento e mais desigual, afirmou o Fed em seu livro bege divulgado hoje e que foi baseado em coletas feitas em contados com empresários e economistas em todo o país.

Grande parte dos distritos indicaram que o emprego tem se "mantido estável ou crescendo apenas ligeiramente", segundo informou o relatório, com algumas empresas se preparando para novas demissões.

O Federal Reserve de Boston preparou o relatório sobre a economia dos EUA com bases em informações coletadas antes ou depois de 20 de agosto. O livro bege será usado nas discussões na reunião de polícia monetária do Fed, nos dias 12 e 13 de setembro.

O relatório de hoje mostrou um cenário confuso para a economia dos EUA quando as autoridades do Fed apontaram níveis incomuns para a incerteza relacionada com o progresso da recuperação.

O livro Bege salientou melhoras amplas no mercado imobiliário, tanto no residencial quanto no comercial. Turismo e uma elevação nos gastos no varejo chamaram a atenção nos distritos, assim como a melhora nas condições de crédito.

Mas outras indústrias mostraram sinais menos encorajadores. A seca no meio-oeste prejudicou a produção de várias culturas, o que elevou os preços das commodities agrícolas. Em manufaturados, seis distritos mostram queda na demanda, embora grande parte das áreas indicaram que os "manufaturados continuaram a contratar, ainda que modestamente".

"Embora a Europa represente um problema considerável, vários distritos também mencionaram o enfraquecimento na demanda na Ásia como um problema", afirmou o relatório.

Na ata da última reunião de política monetária, as autoridades do Fed indicaram que podem precisar dar novos passos em breve para estimular a recuperação fraca da economia se o crescimento sustentável e convincente não registrar alta. A linguagem da ata, divulgada na semana passada, sugere que o Fed está pronto para ações futuras. As autoridades do BC dos EUA estão considerando iniciar uma nova rodada de compra de bônus, conhecida como relaxamento quantitativo, entre outras opções.

O próximo grande insight do Fed sobre o futuro da economia e medidas que podem ser tomadas devem vir na sexta-feira, quanto o presidente do BC, Ben Bernanke, discursa no simpósio econômico anual preparado pelo Federal Reserve de Kansas City, em Jackson Hole, Wyoming. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Fedlivro begeeua

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.