Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Atividade industrial chinesa tem contração em outubro

Indústrias do país asiático tiveram queda pelo terceiro mês seguido; índice ficou abaixo do esperado pelo mercado

Reuters, O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2015 | 03h00

A atividade do setor industrial da China contraiu de forma inesperada em outubro pelo terceiro mês seguido, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) oficial ontem, alimentando temores de que a economia ainda pode estar perdendo ímpeto.

Ampliando as preocupações, o setor de serviços da China, que tem sido um dos poucos pontos favoráveis na economia, também mostrou sinais de desaceleração no mês passado, expandindo no ritmo mais fraco em quase sete anos.

“Embora o PMI tenha estabilizado, é cedo demais para confirmar que saiu do nível mais baixo”, escreveram economistas do ANZ Bank em nota.

O PMI oficial de indústria atingiu 49,8 pontos em outubro, repetindo o ritmo do mês anterior e abaixo das expectativas do mercado de 50,0, de acordo com a Agência Nacional de Estatísticas. Leitura abaixo de 50 pontos sugere contração.

Em relação ao setor de serviços, cujo crescimento tem ajudado a compensar a persistente fraqueza na indústria, o PMI oficial caiu para 53,1 em outubro ante 53,4 em setembro. Embora ainda seja um ritmo sólido de expansão, foi a leitura mais baixa desde o final de 2008, durante a crise financeira global.

Consumo. Na semana passada, o Congresso do Partido Comunista da China aprovou o novo plano quinquenal para a economia do país, após uma reunião de quatro dias. Ficou decidido que o governo permitirá que o consumo contribua mais para o crescimento econômico, mas não foi especificada a taxa de crescimento almejada pelas autoridades.

O órgão, integrado por cerca de 300 lideranças do partido que comanda o país, definiu que o crescimento ficará em patamar “médio-alto” nos próximos cinco anos, porém sem especificar em números o nível desejado. 

Tudo o que sabemos sobre:
China

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.