Atividade na indústria paulista sobe 3,1% em 2006

O Indicador do Nível de Atividade (INA) da indústria de transformação paulista subiu 3,1% em 2006 em comparação com 2005. O dado foi divulgado nesta quarta-feira pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), que indicam ainda queda de 13,5% em dezembro ante novembro, sem ajuste sazonal. Considerado o ajuste sazonal, a oscilação de dezembro ante novembro de 2006 foi de -2,7%. Levantamento de conjuntura das duas entidades representativas da indústria indica também que o INA de dezembro de 2006 caiu 3,4% em relação ao mesmo mês de 2005. Também foi divulgado o INA de outubro revisado. Este indicador era de 0,2% referente a outubro ante setembro com ajuste sazonal e de 0,5% sem ajuste sazonal. Agora, revisados, os índices corresponderam a 0,4% e 2,1%,respectivamente.O levantamento relata que em 2006 ante 2005, sem ajuste sazonal, o total de horas pagas subiu 6%; as horas trabalhadas na produção cresceram 7,2%; as horas médias trabalhadas oscilaram -0,1%; o total de salários nominais aumentou 17%; o total de salários reais, utilizando como deflator o Índice de Preços ao Consumidor da Fipe (IPC-Fipe), cresceu 14,1%; o salário real médio elevou-se 6,3%; o total de vendas nominais subiu 5,6%; e o total de vendas reais, utilizando como deflator o IPA setorial, aumentou 7,5%.O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) ficou em 77,7% em dezembro, sem ajuste sazonal. Outras variáveis, sem ajuste sazonal, de dezembro ante novembro: o total de horas pagas ficou em menos 5,9%; as horas trabalhadas na produção caíram 9,9%; as horas médias trabalhadas cederam 8,1%; o total de salários nominais subiu 4%; o total de salários reais, utilizando como deflator o IPC Fipe, cresceu 2,9%; o salário real médio aumentou 5%; o total de vendas nominais elevou-se 10,7%; e o total de vendas reais, utilizando como deflator o IPA setorial, cresceu 16,3%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.