Atividade no Meio-Atlântico dos EUA recua pelo 7o mês em junho

A atividade fabril no Meio-Atlânticodos Estados Unidos retraiu-se em junho pelo sétimo mêsconsecutivo, devido a uma demanda menor e a custos maiselevados, segundo pesquisa do Federal Reserve da Filadélfiadivulgada nesta quinta-feira. O índice caiu para menos 17,1 neste mês, ante menos 15,6 emmaio. Uma leitura abaixo de zero indica contração do setormanufatureiro da região. A última vez em que o dado ficou acimade zero foi em novembro passado. Economistas consultados pela Reuters previam para junho umaleitura de menos 10,0. Os participantes da pesquisa indicaram que estão pagando osmaiores preços em mais de 27 anos. Esse componente avançou para69,3 em junho, comparado a 53,8 em maio. Mas em um sinal de que o setor está tendo dificuldade emrepassar custos para os clientes, o componente de preçosrecebidos declinou para 29,7 neste mês, ante 31,6 no anterior. O componente de emprego deteriorou-se pelo terceiro mêsconsecutivo, para menos 6,9, comparado a menos 1,0 em maio. Ode novas encomendas caiu para menos 12,4 em junho, contra menos3,7 em maio. (Por Richard Leong)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.