carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Ativos de fundo de commodities Armajaro caem quase 25% no 1o tri

A Armajaro Asset Management, com sede em Londres, perdeu quase um quarto dos ativos no seu maior fundo de commodities no primeiro trimestre, o mais recente sinal de que investidores nervosos continuaram a retirar dinheiro do setor após retornos fracos.

Reuters

16 de abril de 2014 | 18h17

Os ativos sob gestão do Fundo Armajaro de Commodities (ACF na sigla em inglês), o maior de um grupo de seis hedge funds e um dos três maiores dedicados a commodities, caíram para 686 milhões de dólares no fim de março, ante 904 milhões de dólares no encerramento de dezembro, segundo documentos obtidos pela Reuters.

Dirigido pelo veterano do setor John Tinley, a ACF investe em grãos, metais preciosos, metais básicos, pecuária, fibras, energia e açúcar e café.

A companhia se recusou a comentar os resultados do primeiro trimestre, que não são públicos, mas a queda de quase 25 por cento nos ativos sugerem retiradas de investidores que deixaram o mercado.

"O setor de hedge funds de commodities viu resgates em muitos fundos em 2013", disse a Armajaro Asset Management, em email à Reuters. "A ACF tem mais de uma década de performance muito forte e estamos otimistas sobre a obtenção de ativos para o fundo nos próximos meses."

Fundos de commodities tiveram um ano difícil em 2013, com investidores institucionais abandonando o setor e migrando para o mercado acionário.

(Por Barani Krishnan)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSARMAJARO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.