Ato de metalúrgicos contra Reforma da Previdência reúne 12 mil

Ato de metalúrgicos contra Reforma da Previdência reúne 12 mil

Trabalhadores de cinco montadoras participaram do protesto; sindicalistas da Força Sindical também se reuniram na capital paulista para apresentar planos de ação contra proposta

Thais Barcellos, Broadcast

09 Dezembro 2016 | 12h11

SÃO PAULO - O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC paulista promoveu um protesto contra a reforma da Previdência na manhã desta sexta-feira, 9, no quilômetro 18 da Rodovia Anchieta (sentido litoral). 

Segundo o sindicato, cerca de 12 mil trabalhadores participaram do ato que durou uma hora e meia, das 9 horas da manhã às 10h30. Os funcionários das cinco montadoras da região, Scania, Ford, Volkswagen, Mercedes-Benz, Toyota, estiveram presentes na manifestação, além de empregados das fábricas de autopeças do ABC. 

Ainda segundo o sindicato, após o ato, todas as empresas dispensaram os trabalhadores, que voltam ao serviço normalmente na segunda-feira. A instituição ainda disse que há possibilidade de promoverem outros atos contra as mudanças na aposentadoria até o final do ano, mas afirmou que ainda não há data programada. 

Força Sindical. Cerca de 500 sindicalistas da Força Sindical estão reunidos no momento na capital paulista para apresentar seus planos de ação em cada Estado contra a Reforma da Previdência. Após o encontro, a Direção Nacional da central sindical vai apresentar o calendário de protestos por todo o País.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.