ATUALIZA 1-Vendas de novas moradias nos EUA têm maior queda em mais de um ano

As vendas de novas moradias para uma única família nos Estados Unidos caíram em junho no ritmo mais rápido em mais de um ano, e os preços retomaram sua tendência de queda, sugerindo um retrocesso na recuperação do mercado imobiliário.

Reuters

25 de julho de 2012 | 12h13

O Departamento do Comércio disse na quarta-feira que as vendas recuaram 8,4 por cento, para uma taxa anual de 350 mil unidades de acordo com dados ajustados sazonalmente, a taxa mais baixa em cinco meses. A queda percentual foi a maior desde fevereiro de 2011.

As vendas de maio foram revisadas para 382 mil unidades, ante 369 mil reportadas anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters estimavam vendas a uma taxa de 370 mil unidades em junho. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, as vendas de novas moradias subiram 15,1 por cento.

O mercado imobiliário estava melhorando nos últimos meses, com a construção de novas moradias em junho atingindo o nível mais alto desde outubro de 2008 e a confiança entre as construtoras neste mês atingindo o melhor nível em mais de cinco anos.

No mês passado, o preço médio de uma casa nova caiu 3,2 por cento ante o ano anterior, ampliando o tom de fraqueza do relatório.

Os estoques de novas moradias no mercado cresceram 0,7 por cento, para 144 mil em junho, mas permanecem perto das mínimas recordes. No ritmo de vendas de junho, levaria 4,9 meses para esvaziar os estoques, ante 4,5 meses em maio.

As vendas de novas moradias no mês passado foram pressionadas por uma queda de 60 por cento no Nordeste e um recuo de 8,6 por cento no Sul dos EUA. As vendas no Oeste subiram 2,1 por cento e no Meio-Oeste avançaram 14,6 por cento.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROVENDASMORADIASATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.