Rafael Neddrmeyer/Fotos Públicas
Rafael Neddrmeyer/Fotos Públicas

Atualização de sistema do seguro-desemprego traz problemas no Poupatempo

Mais de 15 mil paulistas deixaram de ser atendidos até a quarta-feira; Ministério do Trabalho diz que serviço já foi reestabelecido, mas Poupatempo informa que ainda há dificuldades

Thiago Wagner, Especial para o 'Estado', O Estado de S. Paulo

29 Outubro 2015 | 19h40

O paulista que tentou dar entrada no seguro-desemprego através dos postos do Poupatempo não teve vida fácil nesta semana. Por conta de uma atualização no sistema federal de gestão do benefício, promovida pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a solicitação do seguro-desemprego ficou mais lenta do que o normal. 

Nos três primeiros dias desta semana, segundo dados do Poupatempo paulista, mais de 15 mil desempregados deixaram de ser atendidos nas 28 unidades do projeto que possuem o serviço do Governo Federal. A média é de 6 mil atendimentos por dia.

Nos cinco postos da capital paulista, o Poupatempo recebe em média 1,9 mil solicitações de seguro-desemprego por dia. O número caiu para aproximadamente 450 devido aos problemas do sistema.

A mudança no sistema, segundo o MTE, tem como objetivo melhorar o atendimento nacional. 

O ministério informou que o sistema voltou a funcionar normalmente nesta quinta-feira, 29. De acordo com a pasta, mais de 20 mil pessoas foram atendidas em todo o Brasil até o meio-dia de hoje - enquanto a média é de 35 mil diários. 

De acordo com o Poupatempo do Estado de São Paulo, no entanto, somente 8 dos 28 postos conseguiram atender normalmente ao trabalhador que procurou pelo seguro-desemprego nesta quinta-feira. Os outros serviços, porém, funcionaram dentro da habitual.

Para quem que está com o prazo de pedir o benefício perto do vencimento, a Secretaria do Emprego de São Paulo (Sert) orienta que o trabalhador busque um Poupatempo que está funcionando normalmente para dar entrada no benefício, mesmo com a possibilidade de algum tipo de problema, como o bloqueio dos dados.

O objetivo dessa ação é não perder o direito ao seguro-desemprego. O limite para a solicitação é de 7 a 120 dias corridos a partir da data da demissão registrada na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) ou de acordo judicial. 

O telefone do Poupatempo é o 0800-772-3633.

Mais conteúdo sobre:
seguro-desemprego poupatempo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.