Audi dá fôlego a lucro da Volks

Empresa antecipa abertura de fábrica na China

FRANKFURT, / AGÊNCIAS INTERNACIONAIS, O Estado de S.Paulo

27 de julho de 2012 | 03h05

A Volkswagen informou ontem que teve lucro de 5,6 bilhões no segundo trimestre de 2012, superando em 20% o resultado registrado entre abril e junho do ano passado. No semestre, o lucro da montadora alemã chegou a 8,77 bilhões, uma alta de 40% em relação a 2011.

A Volkswagen, que vende cerca de 25% do total de veículos da Europa, não conseguirá seguir aumentando seu lucro, contrariando novamente o mercado geral de automóveis, que deve mostrar redução de venda pelo quinto ano consecutivo.

No entanto, a empresa espera atingir a meta de repetir em 2012 o lucro operacional de 11,3 bilhões do ano passado. De abril a junho, o lucro operacional da empresa subiu 3,4% em relação ao mesmo período de 2011, ficando em 3,28 bilhões.

O resultado anual será possível especialmente por causa do interesse pelas marcas Audi e Volkswagen nos Estados Unidos e na China. "A Volkswagen não está imune à crise", disse à Bloomberg o analista Michael Punzet, do DZ Bank. "Mas os mercados americano e chinês podem neutralizar a maior parte das perdas na Europa. Outra vantagem é o fato de a Volks ainda mostrar uma performance melhor do que a das concorrentes em mercados como a França e a Itália."

Entre as marcas da Volkswagen, o braço de carros premium da Audi manteve a maior contribuição para o lucro operacional da montadora alemã nos primeiros seis meses do ano. O resultado da empresa somou 2,88 bilhões de janeiro a junho, alta de 13,2% em relação ao primeiro semestre de 2011.

China. Entre os mercados em que atua, a Volkswagen está priorizando o atendimento à demanda da China. Em 2011, a montadora vendeu 2,26 milhões de veículos no país. No primeiro semestre, as vendas foram de 1,3 milhão de unidades, aumento de 17,5% em relação a igual período do ano passado.

Com esses números em mente, a Volkswagen iniciou ontem as operações de uma nova fábrica na província chinesa de Jiangsu antes do prazo planejado, como parte de uma estratégia para ampliar a capacidade produtiva.

Localizada em Yizheng, a cerca de 300 km de Xangai, a fábrica foi projetada para produzir até 300 mil veículos por ano, segundo a empresa. Originalmente, a planta só começaria a operar em 2013.

A montadora ainda anunciou que construirá outra fábrica no sul da China.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.