Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Audi, da Volkswagen, adquire a italiana Ducati

Segundo fontes, montadora alemã pagou cerca de US$ 1,13 bilhão pela fabricante de motocicletas

BERLIN, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2012 | 03h06

A Audi, marca de carros de luxo da Volkswagen, anunciou um acordo para comprar a fabricante italiana de motocicletas Ducati, 12.ª marca a ser adicionada ao portfólio do grupo alemão. A compra foi aprovada ontem pelo conselho da maior montadora de automóveis da Europa, informou a Audi, em comunicado. A montadora não revelou detalhes do acordo, mas fontes disseram à Reuters na terça-feira que a Audi acertou a aquisição da Ducati por cerca de 860 milhões (US$ 1,13 bilhão).

A Ducati amplia para o território das motocicletas de luxo a antiga rivalidade da Audi com a BMW. A montadora superou a Mercedes-Benz no ano passado e prometeu ultrapassar a BMW na liderança em carros de luxo nesta década. A companhia informou que planeja concluir a compra da Ducati o mais rápido possível, assim que receber aprovação de autoridades regulatórias.

Paixão. Analistas questionam o negócio, afirmando que a aquisição carece de lógica econômica e industrial e somente reflete a paixão do presidente do conselho da Volkswagen, Ferdinand Piech, pelo experiência em design e motores leves da companhia italiana.

"A Ducati não melhorar o modelo de negócios da Audi de forma alguma, é apenas um troféu na estante", disse Stefan Bratzel, diretor do Centro Automotivo da Universidade de Ciências Aplicadas em Bergisch-Gladbach. A Ducati produz cerca de 40 mil motocicletas por ano. Em comparação, a Honda vendeu 16 milhões de motos em 2011. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.