Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Audiência de Strauss-Kahn é adiada mais uma vez

A audiência sobre a suposta tentativa de estupro do ex-chefe do FMI Dominique Strauss-Kahn foi adiada para 23 de agosto, disseram seus advogados nesta terça-feira, acrescentando que esperam que as acusações sejam retiradas antes da nova data.

REUTERS

26 de julho de 2011 | 17h56

"Nós tivemos o consentimento para o adiamento da audiência diante do juiz de 1o de agosto para 23 de agosto", disseram os advogados de Strauss-Kahn, Benjamin Brafman e William Taylor, em comunicado. Esse é o segundo adiamento do caso.

"Entendemos que o promotor continua investigado o caso. Esperamos que ate 23 de agosto ele tenha decidido retirar (as acusações)", acrescentaram os advogados.

Strauss-Kahn foi preso em 14 de maio depois que Nafissatou Diallo, uma imigrante de Guiné que trabalhava como camareira de um hotel, acusou o francês de crimes sexuais.

Nas últimas semanas, houve grande especulação de que as acusações serão retiradas diante de dúvidas levantas pelos investigadores sobre a credibilidade de Diallo.

Diallo quebrou o silêncio nos últimos dias, concedendo entrevistas para a revista Newsweek e a emissora ABC que despertaram grande interesse do público.

Strauss-Kahn nega as acusações. A promotoria não respondeu ligações sobre o adiamento.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROSTRAUSSKAHNADIAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.