Augustin: temos tranquilidade sobre sustentação fiscal do PAC

Secretário do Tesouro Nacional diz que PAC é uma conquista do País porque significa um planejamento dos investimentos

Renata Veríssimo e Adriana Fernandes,

30 de março de 2010 | 16h36

O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, afirmou há pouco que investimentos mais elevados trazem volatilidade na apuração do resultado primário do governo central. Segundo o secretário, em janeiro, o governo central registrou superávit elevado (R$ 13,866 bilhões) e no mês passado (março) apurou um déficit (R$ 4,603 bilhões). "Quando o investimento cresce, essas diferenças são maiores", afirmou Augustin, acrescentando ainda que em março houve o movimento atípico, que foi o pagamento de R$ 6,8 bilhões em precatórios e sentenças judiciais.

No primeiro trimestre deste ano, os desembolsos do governo com investimento totalizaram R$ 9,513 bilhões, um crescimento de 116% em relação ao mesmo período do ano passado. "O investimento maior traz uma mudança (no resultado primário) que tem meses que é melhor, outros que é pior. É natural", destacou o secretário do Tesouro.

Mas, independente desses movimentos, Augustin ressaltou que está tranquilo com relação ao cumprimento da meta de superávit primário no 1º quadrimestre no ano, que é de R$ 18,2 bilhões. Por enquanto, o governo central acumula um saldo positivo de R$ 8,2 bilhões no trimestre. "Teremos um superávit de pelo menos R$ 10 bilhões (em abril). Será nessa dimensão", afirmou o secretário. Esse volume elevado será possível porque em abril o patamar de pagamentos de precatórios e sentenças judiciais terão uma forte queda. Além disso, as receitas apresentarão um crescimento forte. "Estamos tranquilos quanto ao cumprimento da meta do quadrimestre sem o uso do PPI", afirmou.

Segundo ele, o resultado deficitário de março pode ter surpreendido o mercado porque há pressões de despesas que não ocorrem todos os meses. "A avaliação que o mercado faz a gente respeita, mas traz a dificuldade, a pressão de algumas despesas que não ocorrem todos os meses", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.