finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Aumentam incertezas sobre Argentina

A Argentina continua no topo das preocupações dos investidores. A viagem sigilosa do ministro da Economia, Domingo Cavallo, aos EUA alimentou especulações no mercado. Primeiro, por ter sido secreta. Só ontem à noite o governo argentino informou que o ministro viajou na noite de segunda-feira. Foram 24 horas de segredo, durante as quais o ministério da Economia dizia que o ministro estava doente. Agora, as informações são de que Cavallo está em Nova York fazendo contados com o Fed, o Banco Central dos Estados Unidos, o Tesouro e bancos credores.O fato de Cavallo ter passado pelo Fed e pelo Tesouro também suscitou rumores de que ele estaria conversando sobre a dolarização da economia argentina. Porém, nem todos concordam com esta hipótese. Além do próprio desmentido do presidente Fernando De la Rúa, que negou recentemente a intenção de dolarizar formalmente a economia argentina, há o fato de que a proposta não contaria com a simpatia da maioria da equipe de Cavallo. Ao mesmo tempo em que a viagem de Cavalo alimenta rumores, o mercado demonstra impaciência crescente com as dificuldades do governo argentino em fechar um acordo com as províncias. Desde segunda-feira o governo faz reuniões com os governadores e não os convence a aceitar menores repasses de verbas. Hoje, os governadores aguardam uma resposta à proposta que fizeram ontem (veja mais informações no link abaixo). Além dos governadores, a União também continuaria enfrentando dificuldades na renegociação da dívida com os bancos locais e os fundos de pensão.Veja os números do mercado financeiroO dólar comercial está cotado a R$ 2,7450 na ponta de venda dos negócios, com alta de 0,55%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano -pagam juros de 22,480% ao ano, frente a 22,400% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) está em queda de 0,01%.O balanço dos investimentos estrangeiros na Bovespa nos 20 primeiros dias de outubro mostrou uma saída de recursos de R$ 138,654 milhões, resultado de compras no valor de R$ 1,961 bilhão e de vendas de R$ 2,099 bilhões. O saldo de investimentos estrangeiros acumulado no ano, até o pregão de 19 de outubro, está positivo em R$ 1,018 bilhão.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires está em alta de 0,41%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera em alta de 0,12%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra alta de 1,54%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.