Aumento da Selic é destaque na imprensa argentina

O aumento da taxa Selic no Brasil foi destaque na imprensa argentina. O jornal Clarín destacou que "o governo de Luiz Inácio Lula da Silva se inclinou novamente por medidas econômicas ortodoxas". "Assustado com a inflação e a saída de capitais, o governo voltou a aumentar a taxa de juros e secou as fontes de crédito domésticas". O jornal diz que a decisão "provocou a cólera do setor produtivo que questiona a recessão que produzirá".O Clarín afirma ainda que as "medidas econômicas duras começam a perturbar o mundo político brasileiro, sobretudo dentro do partido governante". O Ámbito Financiero destacou que a preocupação do governo com a inflação e o aumento do dólar levou à alta dos juros. O jornal disse que "ontem o Comitê de Política Monetária se reuniu por cinco horas para tomar esta decisão que contradiz tudo o que afirmou o presidente Inácio Lula da Silva na campanha, mas converte o Brasil em país com credibilidade".El Cronista também publicou matéria sobre o aumento da Selic, na qual diz que o presidente Lula "está sacrificando o crescimento para combater a inflação, que disparou depois que a moeda brasileira perdeu cerca de um terço de seu valor no ano passado".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.