Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

''Aumento não foi suficiente''

Servidor federal diz que reajuste não repõe perdas

Isabel Sobral, BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

11 de maio de 2009 | 00h00

Servidor há 26 anos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão do Ministério da Educação, Iriovaldo Dias Antunes, teve uma recuperação de quase 70% no seu salário nos últimos cinco anos. "Se nós estivéssemos nessa crise com outro governo, que não compreendesse a importância do serviço público, possivelmente estaríamos sofrendo muito mais", diz o servidor, de 46 anos. Apesar disso, ele e os demais servidores federais não estão satisfeitos e se mantêm "em luta". Os sindicatos argumentam que ainda não houve total recuperação de perdas. Antunes viu seu salário bruto de servidor do órgão passar de R$ 3 mil para algo em torno de R$ 5 mil nos últimos anos. E deve subir mais, graças ao acordo que parcelou em três vezes um reajuste de até 13%. A estimativa é que o reajuste parcelado e a reestruturação das dezenas de carreiras do funcionalismo representarão um acréscimo de despesa perto dos R$ 40 bilhões aos gastos públicos. Essa será a herança para o próximo governo, que assume em 2011.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.